Plantas Tóxicas

Plantas tóxicas são todas as plantas que por ingestão ou contato, provocam danos à saúde do homem ou dos animais, podendo inclusive levá-los à morte.


Maria-Mole

Nome científico: Senecio brasiliensis
Origem: Centro–Sul do Brasil
Características: planta que atinge até 2 (dois) metros de altura. Possui caule cilíndrico geralmente ramoso e flores amarelas que florescem em novembro e dezembro. O veneno não é destruído pelo calor e tende a se acumular no organismo.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer dor abdominal, náuseas e vômitos. Causa alterações no fígado, icterícia (amarelão).
Outros nomes populares: flor-das-almas, tasneirinha, flor-dos-finados, cardo-morto, cravo-do-campo, catião, erva-lanceta.

Trombeteira

Nome científico
: Brugmansia suaveolens (Datura suaveolens)
Origem: México.
Características: arbusto ornamental de 2 (dois) à 3 (três) metros de altura, folhas ovaladas e flores pendentes em forma de sino de cor branca e/ou rosada com até 30 (trinta) centímetros de comprimento. Floresce de junho até outubro. Possui veneno nas folhas e flores.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer vômitos, rubor na face, boca seca, agitação, alterações visuais e de comportamento.
Outros nomes populares: saia branca, trombeta, trombeteira, cartucho, cartucheira, buzina, zabumba, aguadeira, dama-da-noite.

Mamona

Nome científico: Ricinus communis
Origem : África.
Características: arbusto com até 2 (dois) metros de altura, caule nodoso de cor verde-avermelhada, folhas em forma de palma e fruto arredondado com espinhos.O veneno é encontrado principalmente nas sementes.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarréia com sangue. Envenenamento grave de alto risco.
Outros nomes populares: carrapateira, carrapato, castor, palma-de-cristo.


Chapéu-de-Napoleão

Nome científico: Thevetia peruviana (Thevetia neriifolia)
Origem: América tropical.
Características: arbusto com folhas finas e longas, flores vistosas amareladas que crescem nas terminações dos ramos.Todas as partes da planta são perigosas.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer dor em queimação na boca, salivação, náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais, diarréia e tonturas. Seu veneno pode também provocar alterações cardíacas e neurológicas.
Outros nomes populares: oleander-amarela, louro-amarelo, noz-da-sorte.

Espirradeira

Nome científico
: Nerium oleander
Origem: Mediterrâneo.
Características: arbusto de 2 (dois) a 4 (quatro) metros de altura, caule cilíndrico, com ramos cinzentos-acastanhados, flores brancas e em tons de rosa.Todas as partes da planta são perigosas.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer dor em queimação na boca, salivação, náuseas, vômitos intensos, cólicas abdominais, diarréias e tonturas. Seu veneno pode também provocar alterações cardíacas e neurológicas.
Outros nomes populares: oleandro.




Copo-de-leite

Nome científico: Zantedeschia aethiopica
Origem: África.
Características: planta ornamental muito apreciada por sua inflorescência amarela protegida por um invólucro branco semi-campanulado.O veneno está presente nas folhas e talos.
Sinais/Sintomas: após a ingestão ou contato podem ocorrer irritação nos lábios e língua, edema (inchaço), salivação abundante, dificuldade de engolir e asfixia. O contato com os olhos pode provocar irritação e lesão de córnea. O contato com a pele pode causar irritação dérmica.
Outros nomes populares: cala-branca, lírio-do-Nilo.

Coroa-de-Cristo

Nome científico
: Euphorbia milii
Origem: originária de Madagascar.
Características: planta que apresenta grande número de espinhos rígidos, pontiagudos e pequenas flores avermelhadas. Possui látex esbranquiçado.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer náuseas, vômitos e diarréia. Pode causar lesão na pele e mucosas, edema (inchaço) de lábios, língua, dor em queimação e coceira. O contato do látex com os olhos provoca irritação, lacrimejamento, edema (inchaço) das pálpebras e dificuldades visuais.
Outros nomes populares: coroa-de-espinho e martírio.

Comigo-ninguém-pode

Nome científico: Dieffenbachia picta
Origem: América tropical.
Características: planta ornamental com caule verde e espesso, folhas grandes, longas e vistosas de cor verde escura, com manchas esbranquiçadas.O veneno está presente nas folhas e talos.
Sinais/Sintomas: após a ingestão e contato, podem ocorrer irritação em lábios e língua, edema (inchaço), salivação abundante, dificuldade de engolir e asfixia. O contato com os olhos pode provocar irritação e lesão de córnea. O contato da seiva com a pele pode provocar severa irritação acompanhada de vermelhidão, inchaço e dor local.
Outros nomes populares: diefenbachia.


Cinamomo

Nome científico
: Melia azedarach
Origem: Índia.
Características: árvore de porte elegante, casca fina cinzenta ou castanha, flores pequenas e aromáticas de coloração lilás agrupadas em grandes cachos que florescem em março.Possui veneno principalmente nos frutos.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer aumento de salivação, náuseas, vômitos, cólicas abdominais e diarréia severa.
Outro nome popular: cinamão, jasmin-de-caiena, Santa-Bárbara, árvore-santa, loureiro-grego.



Pinhão-de-purga

Nome científico: Jatropha curcas
Origem: América tropical.
Características: arbusto de folhas vistosas e flores agrupadas de coloração esverdeada. Fruto esverdeado esférico com superfície lisa semelhante a uma ameixa.O veneno está presente nas sementes.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer dor abdominal, náuseas, vômitos e diarréia com sangue. Envenenamento grave de alto risco. O contato com o látex pode causar irritação dérmica.
Outros nomes populares: pinhão-paraguaio, pinhão-bravo, pinhão-de-barbados, purgante-de-cavalos.

Mandioca-brava

Nome científico: Manihot esculenta~
Origem: América do Sul.
Características: Arbusto com até 2 (dois) metros de altura, caule e ramos nodosos de coloração pardo avermelhada, folhas verdes ou vermelho-arroxeadas. Possui raízes suculentas utilizadas como alimento.O veneno é encontrado em maior quantidade na entrecasca da raiz. A ingestão da raiz é responsável pela maioria dos envenenamentos.
Sinais/Sintomas: após a ingestão podem ocorrer náuseas e vômitos, dor abdominal, diarréia, dificuldade respiratória, sonolência e tonturas. Envenenamento grave de alto risco.
Outros nomes populares: mandioca-braba, aipim.

NO CASO DE INGESTÃO ACIDENTAL DE ALGUMA PLANTA ACIMA MENCIONADA LEVAR IMEDIATAMENTE A EMERGENCIA OU LIGAR PARA O CENTRO DE INFORMAÇÃO TOXICOLOGICA DA SUA REGIÃO (C.I.T.)
Postar um comentário