Mancha Mongólica


Mancha Mongolica
É uma mácula de cor azul - acinzentada, com tonalidade variável e com margens irregulares, freqüente em Recém-nascidos.

Localiza-se por norma na área lombo-sacra (Costas ou nádegas), podendo também aparecer, com menos freqüência, nas coxas e ombros.
A cor das manchas deve-se por norma á localização dérmica de melanócitos cheios de melanina que tiveram a sua migração da crista neural para a epiderme.
Apenas 10% dos recém-nascidos Caucasianos (Raça branca) apresenta a mancha mongólica, mas aparece em cerca de 80% dos recém-nascidos de Raça Negra e Mongólica. Daí resultar o nome! Não tem nenhum relacionamento com a doença de Down (Mongolismo).
A mancha mongólica é muito comum, pois, aparecem em cerca de 22% dos recém nascidos.
Existem já alguns estudos científicos que dizem que a mancha está relacionada com antepassados de origem asiática ou índios Americanos.
Muitos pais preocupam-se com esta mancha chegando a pensar que está relacionado com algum traumatismo sofrido durante o parto.
Mas tal como já expliquei não está relacionado com o parto, e, não há qualquer tratamento a fazer. A Mancha Mongólica tende a desaparecer na primeira infância, podendo demorar mais algum tempo quando são mais que uma.
Postar um comentário